Bem - querer

Para as minhas primas

189887_197972036900979_4232298_n
Ysla, Mari, Valéria e Barbara. Sítio Alto Alegre, férias de 2008                Foto: arquivo pessoal

Esse texto está sendo escrito cheio de saudades. É um agradecimento e um abraço para elas, as minhas primas. Elas que tornam tudo tão deliciosamente divertido. Eu tenho muita sorte em ter cada uma delas.

Prima é aquela amiga que entende a loucura da sua família. Com ela você pode falar sobre tudo. Planos, sentimentos. Funciona como um caixinha de segredos. Prima é irmã que não divide o mesmo teto, porém, dividi a vida toda. Ao lado dela os problemas ficam menores. Não, ela não tem superpoderes e, na maioria das vezes, é só  mais uma conversa. Mas, tem um olhar especial. Um carinho. É a maneira como o universo de vocês se encaixa.

Prima é a primeira amiga da vida. É dividido com ela as lembranças daqueles domingos na casa da vovó, do churrasco de sábado ou das férias inesquecíveis de 2008. Aquela roda de conversa longe dos “adultos” , cheia de riso e cumplicidade. E você pode jurar que naquele momento não desejam mal a quase ninguém.  Ela está em cada pequeno detalhe.

Prima é a ouvinte. Do primeiro amor, da primeira grande decepção. Ali, escutando cada crise sua. As descobertas da vida adulta ficaram mais fáceis com ela. Ela estava ali, te ajudando no possível e no impossível. O seu problema é problema dela. E o problema de uma é de todas. Se alguém se mete com vocês, daí o bicho pega!

Prima é um amor que nasceu quando sua tia contou para sua mãe que você iria ganhar uma nova amiguinha para brincar.  Naquela época você não sabia o quanto ela se tornaria essencial para você e que além de brincar juntas, vocês iriam chorar juntas e dar muitas risadas juntas também. É um amor que cresceu junto com você.

E isso não significa que vocês são iguais. Pelo contrario, cada uma é de um jeito particular e especial. Se parecem em tantas coisas e ao mesmo tempo são diferentes, discordam aqui e ali. Uma é carnaval e a outra é bossa nova. Mas, são se completam e pronto.

O engraçado é perceber  como a sua mãe se parece com a dela. Prima nem sempre é a filha da sua tia. Pode ser filha de outra prima, de uma vizinha. Porém, em algum momento a vida fez com que a sua mãe fosse irmã da mãe dela. E agora, você tem uma prima que também é irmã. E vocês irão ter filhos que serão primos. É bonito  como a vida repete estes ciclos de maneira tão singela.

Você pode ter muitas amigas, e até algumas melhores amigas, mas só quem tem amiga-prima sabe o que esse amor meio louco que não se explica. Primas são irmãs, mesmo não sendo, se defendem, se apoiam e acima de tudo se amam.

Prima é aquela desde sempre e para sempre.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s